Oito dias depois de acidente, Osasco vence o Vôlei Futuro e sai na frente


Oito dias depois do acidente com o ônibus do Vôlei Futuro, Osasco e a equipe de Araçatuba conseguiram fazer nesta quarta-feira a primeira partida da semifinal da Superliga Feminina, no Ginásio José Liberatti. Apesar de um início bom dos visitantes, o time da casa conseguiu tomar o domínio da partida, venceu por 3 sets a 0 (25/23, 25/18 e 25/18) e saiu na frente na disputa por uma vaga na decisão do torneio.

As equipes voltam a se enfrentar neste sábado, às 10h, no Ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba. A TV Globo transmite este duelo. O Rio de Janeiro já está classificado para a final da Superliga após eliminar o Pinheiros.

Jogadoras do Osasco comemoram na vitória sobre o Vôlei Futuro, nesta quarta (Foto: Luiz Pires/VIPCOMM)- A vitória de hoje foi muito importante para chegarmos mais leves no jogo em Araçatuba, que tem todo o desgaste da viagem, além de estarmos na casa do adversário. Mas temos de pensar no jogo agora. Amanhã começa tudo de novo, todos os treinamentos. E como a gente continua sem saber que time (do Vôlei Futuro) deve entrar em quadra, temos de reestudar todas as jogadoras. A gente não sabe se a Joycinha volta ou não. Ter ficado uma semana sem jogar foi bom só para integrar mais a Jaqueline no time, ela teve aí mais uma semaninha para treinar, mas a gente acaba perdendo o ritmo de jogo, atrapalhou um pouco - analisou a levantadora Carol Albuquerque, escolhida a melhor em quadra.

Por ordem da diretoria, jogadoras e o técnico do Vôlei Futuro deixaram a quadra sem dar entrevistas.

Apesar de não contar com a líbero Stacy, ainda no hospital e homenageada no jogo, e com Joycinha, no banco de reservas por dores no pescoço, o Vôlei Futuro começou a partida equilibrando as ações e até um pouco melhor, especialmente graças a seus bloqueios. Quando o ataque das visitantes passou a funcionar, com Paula Pequeno e Tandara, o time de Araçatuba conseguiu abrir uma vantagem de quatro pontos, com 13/9.

A reação do Osasco veio quando Carol Albuquerque chegou ao saque, criando muitas dificuldades para a recepção adversária. Com Natália acertando seus ataques, o time da casa foi encostando e conseguiu a virada nos momentos finais, com 22/21. O fim do set seguiu equilibrado, mas, no ataque para fora de Elis, a equipe mandante fechou a parcial em 25/23.

O fim do primeiro set teve reflexos no segundo. Enquanto o Osasco manteve um bom ritmo, o Vôlei Futuro se abateu com a virada e passou a cometer muitos erros. O time mandante passou a abrir vantagem e chegou a ficar com oito pontos de distância (21/13). A equipe de Araçatuba ainda tentou esboçar uma reação, mas foi muito pouco, e as donas da casa fizeram 25/18 depois que Natália acertou o ataque na paralela.

O Osasco seguiu dominando o confronto e rapidamente abriu seis pontos de vantagem (9/3). O time de Araçatuba não deixou de lutar e conseguiu a recuperação, ficando a apenas um ponto (15/14). Mas, depois do segundo tempo técnico, a equipe mandante voltou a ser superior, abriu distância, e novamente fechou o set por 25/18, em um bloqueio de Jaqueline.

Um comentário:

  1. é isso ai,as meninas do volei arrebentam,:)

    ResponderExcluir