Vulcão chileno preocupa Conmebol e pode adiar final da Libertadores


A Confederação Sul-Americana de Futebol está preocupada com os transtornos causados pelo vulcão chileno Puyehue, que entrou em erupção e expeliu uma nuvem de cinzas que interrompeu o tráfego aéreo no Sul do Chile, em Buenos Aires e Montevidéu, capital uruguaia, onde está o estádio Centenário, palco da primeira partida a final da Taça Libertadores, entre Peñarol e Santos, na próxima quarta-feira.

Até o momento, o jogo está mantido. No entanto, se a situação piorar, há a possibilidade de um adiamento.

- Vai depender da situação. Se melhorar, não tem porque mudar. Se piorar, existe a possibilidade (de adiamento). Mas não dá para prever por enquanto. Não sei, vamos ver - afirmou o assessor de comunicação da Conmebol, Nestor Benitez.

O Santos se prepara para viajar a Montevidéu na próxima terça-feira pela manhã. A programação segue inalterada. No entanto, o clube já prepara alternativas para o caso de cancelamento no voo. Há o temor de que isto aconteça, mesmo com o espaço aéreo do Uruguai aberto, por uma decisão da companhia aérea. Nesse caso, o clube fretará um avião. Caso o vulcão continue em atividade e não permita pousos em Montevidéu, a delegação deve tomar um voo até o Rio Grande do Sul e, de lá, seguiria de ônibus até a capital uruguaia.

FONTE: Globo Esporte

0 comentários: