Em jogo polêmico, Dodô leva o Americana à vice-liderança


Já virou rotina. Jogo no Décio Vitta, o Americana segue o script. Segura o 0 a 0 até os minutos finais e decide com Dodô. Nos últimos três jogos (São Caetano, Salguerio e Barueri) foi assim. Nesta terça, no duelo dos clubes paulistas que trocaram de nome e cidade nesta temporada, o “artilheiro dos gols bonitos” marcou seu quarto gol na Série B e voltou a decidir, na vitória do Americana por 1 a 0 sobre o Grêmio Barueri.

O Barueri, no entanto, tem motivo para reclamar. O time teve um gol legítimo anulado, quando a partida estava 0 a 0.

O resultado levou o Americana à quarta vitória seguida e, conseqüentemente, à vice-liderança da Série B. O time tem os mesmos 17 pontos da Portuguesa, porém com um saldo de gols menos (15 a 4). O Grêmio Barueri, por sua vez, se manteve na 15ª colocação. No entanto, com sete pontos, o clube pode entrar na zona de rebaixamento até o final da rodada.

No frio, goleiros brilham

Assim como nas últimas duas partidas em casa – vitórias por 1 a 0 sobre São Caetano e Salgueiro -, o Americana começou imprimindo um ritmo forte no início do jogo. Antes dos 15 minutos, Dodô e Marcinho tiveram boas chances para abrir o placar. No entanto, diferentemente das partidas anteriores, o Barueri não se intimidou e também se jogou ao ataque.

Os resultados desse ímpeto ofensivos de ambos os lados foram muitas chances de gols. Mas quem brilhou, pelo menos na etapa inicial, foram os goleiros. Se a rede não balançou no primeiro tempo no Décio Vitta, os culpados foram Jaílson e Juninho. O goleiro do Americana, inclusive, fez uma defesa digna de DVD em um chute do jovem Marcelinho.


Digno de nota, também, foi a entrada criminosa de Daniel Marques no joelho de André Luiz. O atacante do Americana só não teve uma séria contusão, porque conseguiu tirar um pouco a perna das travas da chuteira do zagueiro.

Polêmica e Dodô

E nem a noite gelada que fez em Americana conseguiu esfriar o jogo no segundo tempo. Logo no início da etapa derradeira, Júnior Guerreiro aproveitou um cruzamento e completou para o gol. A bola entrou pelo menos 40 centímetros, mas o auxiliar Celso Barbosa de Oliveira não viu. Mal posicionado, o árbitro acatou a decisão do bandeira, o que revoltou o técnico Sérgio Soares na beira do gramado.

E quando a partida se encaminhava para o 0 a 0, Reinaldo puxou o contra-ataque e deixou Dodô na cara do gol. O artilheiro só teve o trabalho de tirar de Juninho. Não foi um golaço com a marca de Dodô, mas rendeu a quarta vitória consecutiva e a vice-liderança ao Americana.

0 comentários: